< Voltar para notícias

Sucesso na etapa gaúcha

Com 920 produtores e técnicos presentes aos três grandes eventos realizados em Bagé, São Gabriel e Alegrete pela Equipe 1, o Rio Grande do Sul registrou recorde de público na edição 2016 do Rally da Pecuária. Foram preenchidos 356 questionários nos eventos e visitadas 25 propriedades após 9.700 quilômetros.

Marfrig e Abiec, com participação especial nos eventos, discutiram a importância estratégica das raças e do posicionamento do Estado como fornecedor de carne gourmet. O conceito de cadeia produtiva mostrando o impacto dos sistemas de produção na qualidade da carne foi bastante explorado durante as discussões. Abiec abordou o mercado internacional e o potencial que a região do Sul poderia explorar. Os sindicatos rurais de Bagé, São Gabriel e Alegrete apoiaram os eventos.

No campo, os técnicos detectaram alguns problemas, entre eles, a presença da Anoni, planta invasora que prejudica a forma como o pecuarista gaúcho renova os campos nativos dos pampas. O produtor precisa se reinventar na forma de conduzir os campos e as pastagens, sendo necessário adotar técnicas de controle de invasoras e reposição nutricional do solo.

Já os principais desafios zootécnicos são os carrapatos e a tristeza parasitária bovina. Do ponto de vista nutricional, há o desafio de aumentar o peso médio da carcaça sem prolongar o tempo de terminação.