< Voltar para notícias

Pecuaristas do Tocantins aproveitam oportunidade de preço da reposição

A adoção de uma estratégia sempre apresentada em palestras e dificilmente implementada na prática foi o destaque em algumas visitas dos técnicos do Rally da Pecuária 2015 no Tocantins. Trata-se da oportunidade de vender um animal mais caro e antecipar o ganho, ao invés de engordá-lo. Quando perguntados sobre o que os novos clientes pretendem fazer com os animais comprados, a resposta sempre é no sentido da engorda intensiva, seja a pasto com altas doses de concentrados, seja em confinamento. Embora os dados do Rally da Pecuária ainda não tenham sido tabulados, essa percepção de aumento na terminação intensiva em 2015 é uma realidade nas visitas e nas conversas com produtores ao longo dos eventos. E o estado do Tocantins não foge à regra.

A mesma sobra de capim observada em Goiás se mantém em Tocantins. Muda o perfil das pastagens, com maior presença de capim andropogon, mas mantém a maior disponibilidade aparente de capim este ano.

A agricultura continuou avançando sobre as áreas de pecuária, aumentando a pressão tecnológica na recria e engorda. Em parte, o avanço contribui por acelerar o ritmo de tecnificação na terminação e o aperto na relação de troca para quem compra bezerros ou garrotes.

Em maio, o estado do Tocantins registrou a terceira pior relação de troca entre boi gordo e bezerros entre 6 arrobas e 7 arrobas, ficando atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais, com a marca de 1,9 bezerros de 6,5arrobas comprados com a venda de 1 boi gordo.

De 2013 a 2015 foi o segundo estado que mais piorou a relação de troca, atrás apenas de Goiás. Observe o gráfico.

Além do aumento na demanda para terminação no próprio estado, Tocantins vive realidade semelhante ao que ocorreu em Minas Gerais, com pecuaristas de outras regiões indo buscar bezerros no estado.

O evento em Araguaína, realizado no dia 25 de maio, marcou a despedida da Equipe 4, que encerrou as atividades no estado do Tocantins.

Os produtores que não puderam comparecer aos eventos ainda podem participar preenchendo o questionário no site pelo link Questionário do Rally da Pecuária.

Àqueles produtores que responderem o questionário, será enviado relatório completo ao final do projeto, com informações mais abrangentes em relação às divulgadas publicamente na Fiesp, no início de julho.

Realizado pela Agroconsult em parceria com a Sociedade Rural Brasileira, o Rally da Pecuária 2015 é patrocinado por Dow AgroSciences, Volkswagen, Fertilizantes Heringer, Phibro Animal Health, Banco do Brasil, com apoio da FIESP, AgroSatélite, AgroIpes, Associação Nacional dos Confinadores (ASSOCON) e Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo site www.rallydapecuaria.com.br, com informações atualizadas diariamente pelo www.twitter.com/RallydaPecuaria  e www.facebook.com/rallydapecuariaoficial

Locais e datas de eventos:

Juara (MT)                            6ª feira, 12 de junho

Ji Paraná (RO)                      2ª feira, 15 de junho

Rio Branco (AC)                   5ª feira, 18 de junho